28/06/2020

Dicas para uma boa aula remota

As aulas remotas, "Webminars" e "Lives" passaram a se tornar cada vez mais comuns e, no caso das aulas remotas, muito necessárias para nós. Com a quarentena imposta pela pandemia do Corona Vírus, as escolas e demais instituições de ensino tiveram suas aulas presenciais suspensas, fazendo com que os  professores e alunos passassem a utilizar as tecnologias para realizar suas aulas e reuniões através da Internet, muitos tendo que lidar com essa novidade de uma hora para outra.
Muitos dos professores e gestores não pensaram nas necessidades que esse tipo de evento demanda, não somente necessidades técnicas, mas também os fatores psicológicos envolvidos, afinal, nem todos se acham preparados para enfrentar uma câmera e sua audiência.

Designed by Freepik

Pensando nisso, preparei uma pequena lista de sugestões para que sua aula transcorra da melhor maneira possível para que seus alunos e público possam aproveitar ao máximo as suas explicações e conteúdo. Lembrando que NÃO SÃO REGRAS, mas apenas SUGESTÕES já testadas e comprovados por professores e palestrantes com bastante experiência nessa área, e que não custa segui-las. Vamos a elas:
  • O local: arrume em sua casa ou escritório um local que seja confortável, que tenha uma boa iluminação, seja arejado e silencioso. Se estiver em casa, como a maioria dos professores, avise aos demais habitantes que você precisa de privacidade no momento da aula/reunião, pois faz parte do seu trabalho.
  • O equipamento: nem todos possuem equipamento profissional para transmissão dessas aulas/reuniões, nem é preciso. Existem no mercado simples e bons equipamentos que podem ser adquiridos a um baixo custo (se a sua empresa não fornecer...) e que dão conta do recado muito bem. Sei que nem todos podem fazer grandes investimento então opte pelo UPGRADE no equipamento que já possui, mais memória, um disco rígido mais rápido e uma boa placa de vídeo podem dar o fôlego necessário ao equipamento que já possui. Se optar por comprar algo novo, lembre-se: memória e processamento nunca são demais.
  • A conexão com a Internet: para transmissões ao vivo é primordial uma boa conexão com a Internet, isso evita engasgos de áudio e vídeo durante o evento, o que pode realmente ser frustrante para sua audiência quando ocorrem. Hoje em dia não aceite nada abaixo de 25MB de conexão, é o mínimo aceitável para se trabalhar com vídeos.
  • O planejamento: um bom professor sempre planeja suas aulas, ponto por ponto o que vai dizer e fazer, e na Internet não é diferente, aliás, é mais que necessário. Como estamos falando de vídeo ao vivo, crie um script para as suas falas e ações, anote os pontos que devem ser destacados e que possuem maior relevância. Determine um tempo para cada um desses pontos.
  • O tempo: muitas instituições e gestores estão obrigando aos professores a ministrar o mesmo tempo de aula do modelo presencial, o que é um erro. Transmissões ao vivo e para um público infanto juvenil tendem a deixá-los entediados se forem muito lentas e pouco dinâmicas. No caso de aulas, o ideal é que não ultrapasse os 40 minutos e que sejam dinâmicas, com a participação dos alunos. Intercale explicações com exemplos e atividades/exercícios rápidos, que possam ser respondidos na hora. Existem diversos softwares que podem lhe ajudar nessa interação, como o Kahoot e o Slido.
  • O controle da transmissão: são muitos os softwares que você pode utilizar para suas transmissões: Zoom, Google Meeting, Microsoft Teams, Skype e muitos outros, alguns deles já demonstrados aqui mesmo por mim. Geralmente a instituição já possui ou indica um que seja utilizado, então procure dominar as suas funções básicas do que lhe for indicado. Procure por tutoriais na própria Internet e aprenda o máximo que puder sobre a ferramenta que for utilizar, isso vai lhe dar mais segurança e domínio da sua apresentação.
  • Teste antes: faça uma transmissão de teste, pode ser com outros colegas professores, amigos ou mesmo familiares, use esse teste para verificar o comportamento dos equipamentos e de seu planejamento para a aula, assim você estará minimizando possíveis problemas para o dia da aula. No dia do evento, entre um pouco antes, 30 ou 20 minutos, ligue tudo e verifique se está tudo OK, se puder, faça um "check list" do que deve estar funcionando e do que será utilizado, assim nada passará despercebido.
Bom, no mais é relaxar, lembre-se que você não é um Youtuber profissional (ainda...) e que isso faz parte de mais um aprendizado pelo qual temos que passar e que você está dando o seu melhor para que tudo funcione perfeitamente, para você e seu público, seus alunos. Espero que estes simples conselhos possam lhes ser úteis e que estou por aqui caso precise de auxílio em sua jornada.

Um grande abraço e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dicas para uma boa aula remota

As aulas remotas, "Webminars" e "Lives" passaram a se tornar cada vez mais comuns e, no caso das aulas remotas, muito ne...